virada-materiaA Fundação Cultural Palmares (FCP), entidade vinculada ao Ministério da Cultura, e o Governo do Estado do Amapá (GEA) abrem, nesta sexta (29), a terceira edição da Virada Afro – Circuito Cultural Amapá Afro. O evento, que segue até domingo (1) em Santana (AP), busca valorizar elementos da cultura negra amapaense, além de ofertar capacitações à população e fortalecer a economia local por meio do empreendedorismo.

O presidente da FCP, Erivaldo Oliveira, destacou que a Virada Afro já faz parte do calendário cultural do Amapá e ressaltou a importância da iniciativa. “A Virada é um sucesso no Amapá, onde foi nosso projeto piloto, e já está servindo de referência para o restante do País com edições sendo realizadas em outros cinco estados brasileiros”, afirmou.

Para o governador do Estado Waldez Góes, a intenção é expandir o evento – que ocorre duas vezes ao ano (em junho e dezembro) – para os demais municípios amapaenses. “Nesta edição do meio do ano, será a vez dos santanenses recepcionarem os que vierem de outras cidades do Amapá, participar deste movimento cultural. Vamos trabalhar para levar a música, a arte, a gastronomia, e empreendedorismo da cultura negra para outras regiões do Estado”, adiantou.

A programação da Virada Afro inclui feira cultural e comércio de produtos afro-étnicos, cursos, e exposições, incluindo a Feira de Afroempreendedor, com cerca de 60 empreendedores.

Quem for ao evento poderá assistir aos shows de Margareth Menezes, do grupo Olodum, e de Grazzi Brasil, ex-participante do programa The Voice Brasil, entre outras apresentração.

Outros pontos de destaques são a Oficina de Fotografia em Celular, ministrada pelo fotógrafo Januário Garcia, e o Curso de Elaboração e Gestão de Projetos Culturais, que busca auxiliar os agentes culturais a desenvolverem projetos de acordo com as exigências legais.

 

3ª Virada Afro no Amapá
Dias: de 29 de junho a 1º de julho (sexta-feira a domingo)
Hora: a partir das 17h
Local: corredor da Avenida Santana, no Centro da cidade

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura

 

 

Você precisa se cadastrar para participar